Exposição retrospectiva de Lok Cheong inaugurada no Museu de Arte, com arte enquanto eco do espírito do tempo

A exposição, “Retrospectiva Centenária da Arte de Lok Cheong”, organizada pelo Museu de Arte de Macau (MAM), sob a tutela do Instituto Cultural (IC) e co-organizada pela Associação dos Artistas de Belas-Artes de Macau, foi inaugurada hoje (dia 24 de Novembro) no piso 3 do MAM. A cerimónia de inauguração foi presidida por vários convidados, nomeadamente o Vice-Presidente da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, Edmund Ho Hau Wah, o Director do Departamento de Propaganda e Cultura do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Wan Sucheng, a Presidente do Instituto Cultural, Leong Wai Man, o Presidente da Associação de Mestres de Arte de Macau, Lai Ieng, o Presidente da Associação dos Calígrafos e Pintores Chineses Yu Un de Macau, Chui Sai Peng José, o Consultor Artístico da Associação dos Artistas de Belas-Artes de Macau, Cheong Iu Sang, o Vice-Presidente Executivo da Associação dos Artistas de Belas-Artes de Macau, Sio In Leong, entre outros. Os representantes da família de Lok Cheong, Lok Po e Lok Hei, também participaram na cerimónia de corte da fita.

Lok Cheong (1923–2006), um dos membros fundadores da Associação dos Artistas de Belas-Artes de Macau, foi Presidente da Associação durante vários anos, tendo estimulado os artistas emergentes de Macau ao mesmo tempo que unia os entusiastas da arte. Lok Cheong promoveu constantemente o intercâmbio cultural entre Macau e o Interior da China e não poupava esforços no desenvolvimento das belas-artes, dando um grande contributo para o sector da pintura de Macau. As suas experiências de vida proporcionaram-lhe todo um leque de temas e as suas obras oferecem reflexões sobre a realidade. As suas pinturas a óleo, nomeadamente “Vivendo da recolha de resíduos” e “Oferta de arroz pela Pátria”, mostram a vida simples e comovente do povo.

Os familiares de Lok Cheong doaram generosamente mais de 200 trabalhos do artista e 100 obras dos seus amigos ao Museu de Arte de Macau do Instituto Cultural. Neste ano, que marca o centenário do nascimento de Lok Cheong, o MAM organiza especialmente esta exposição retrospectiva, que abrange 100 pinturas seleccionadas de Lok Cheong, assim como alguns dos seus desenhos paisagísticos e obras notáveis de seus amigos artistas, agora mostradas pela primeira vez, totalizando 150 trabalhos que incluem pinturas a óleo, aguarelas, pinturas a tinta-da-china, desenhos, manuscritos, documentos, entre outros. A exposição divide-se em cinco secções: “Amor à Pátria”, “Captando o Carácter de Macau”, “Retratos”, “Desenhando do Coração” e “Obras de Companheiros Artistas”, com vista a mostrar o testemunho do artista sobre as grandes transformações da Pátria e da sociedade de Macau ao longo da sua vida, assim como o espírito do tempo manifestado através das suas pinceladas profundamente líricas.

No dia 25 de Novembro, será realizado o concerto “Música no MAM”, apresentado pela Orquestra Chinesa de Macau, pelas 14:00 horas, na galeria de exposições no piso 3, a fim de proporcionar uma experiência de visualização mais ampla ao público. Seguir-se-á a Sessão de Partilha “Retrospectiva Centenária da Arte de Lok Cheong”, a ser realizada no mesmo dia, pelas 15:00 horas, havendo ainda um número limitado de lugares disponíveis para os amantes da arte que queiram participar. Os lugares para os eventos acima referidos são limitados à disponibilidade, sendo atribuídos por ordem de chegada.

A “Retrospectiva Centenária da Arte de Lok Cheong” está patente ao público até 7 de Abril de 2024. O MAM encontra-se aberto diariamente, incluindo aos feriados, das 10:00 às 19:00 horas (última admissão às 18:30 horas), e encerrado à Segunda-feira. A entrada é livre. As visitas guiadas estão disponíveis aos Sábados, Domingos e feriados, à tarde.

Para mais informações sobre as exposições e actividades, é favor aceder à página electrónica do MAM em www.MAM.gov.mo e a página “Macao Museum of Art” no Facebook.

Tags Relacionadas:


Artigos populares

1
2023 Pequenos Artistas

2
Visitas guiadas e Serviços aos Visitantes

3
Arte Sem Fronteiras – Oficina para Crianças (Abril - Junho, 2023)

4
Doação

5
Imagens da colecção do MAM e informações relacionadas

6
Nova Colecção

7
“Poema em Escrita Cursiva” por Gao Jianfu e “O Regresso de Barco à Chuva e ao Vento” por Guan Shanyue

8
Arte Sem Fronteiras – Oficina para Crianças (Outubro - Dezembro, 2022)

9
Domingo de arte em família:Academia Jao Tsung-I

10
Arte Sem Fronteiras – Oficina para Crianças (Abril - Junho, 2022)

11

12
Fotografias de Macau: Colecção do Museu de Arte de Macau

13
O Presente do Passado: Caligrafia e Selos de Ma Guoquan

14
Começo Auspicioso: Tradições do Festival da Primavera na Cidade Proibida

15
Cinquenta Anos Num Olhar: Meio Século Documentado pela Associação Fotográfica de Macau

16
Quadros Históricas: Colecção do Museu de Arte de Macau

17
Arte Sem Fronteiras – Oficina para Crianças (Outubro - Dezembro, 2023)

18
Reflexos da alma do Mestre - Exposicão de Gravuras de Picasso (Capa mole)

19
Morgan O’Hara.Transmissão activa Macau:Concentração e desenho como performance temporal

20
Caligrafias por Liang Piyun

21
Exílio Dourado - Dez Cães Magnificos